A ENTIDADE2019-03-10T07:37:09-03:00

A ABANORTE

O norte de Minas Gerais demonstra há várias décadas a força de trabalho, o pioneirismo e a vanguarda de sua gente para desenvolver a fruticultura tropical com tecnologia e inovação. Nesse contexto, o desenvolvimento regional está ancorado em grandes projetos públicos de irrigação como: Gorutuba, Jaíba, Lagoa Grande e Pirapora, e empreendimentos privados, em que a fruticultura irrigada encontrou o clima perfeito para se estabelecer.

Neste cenário, está a Associação Central dos Fruticultores do Norte de Minas – ABANORTE, que instituída em 1993 por um grupo de produtores de banana, tem como missão promover a sustentabilidade da fruticultura norte-mineira. Ao longo de sua trajetória, a Abanorte cresceu e ganhou força, abraçando mais culturas como o limão, a manga, o mamão e a uva, dentre outras.

A ABANORTE conquistou reconhecimento em todos os fóruns da fruticultura nacional como organização representativa na defesa dos interesses dos fruticultores nos temas: política institucional, comunicação, produtos e serviços. Tudo isso é fruto do esforço coletivo de seus associados, parceiros, dirigentes e equipe de trabalho. Mais do que uma organização institucional, a ABANORTE representa o desenvolvimento sustentável da fruticultura Norte Mineira

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

• Congregarosprodutoresdefrutascontribuindoparao desenvolvimento econômico, social e sustentável da região;

• Promover a competitividade do polo de fruticultura no norte de Minas Gerais;

• Fortalecer a representação política e institucional dos fruticultores norte mineiros.

QUADRO SOCIAL

São mais de 2.500 fruticultores associados, integrados através de suas associações, cooperativas, distritos e empresas, sediados em municípios no coração do Rio São Francisco, no norte de Minas Gerais.

CÂMARAS SETORIAIS

• Congregarosprodutoresdefrutascontribuindoparao desenvolvimento econômico, social e sustentável da região;

• Promover a competitividade do polo de fruticultura no norte de Minas Gerais;

• Fortalecer a representação política e institucional dos fruticultores norte mineiros.